Prefeito se une em prol da construção do Hospital Câncer

Prefeito se une em prol da construção do Hospital Câncer

No dia 8 de fevereiro, quarta-feira, o Prefeito Olavo Condé recebeu em Paracatu uma comitiva da ANMECC – Associação do Noroeste Mineiro de Estudo e Combate ao Câncer, juntamente com o Prefeito de Unaí, Branquinho. O principal assunto da reunião, a construção do Hospital do Câncer do Noroeste Mineiro, em Unaí.  De acordo com Dr. Ulisses, presidente da ANMECC, desde 2006, portanto, nos últimos nove anos, 1106 pacientes encaminhados pela associação à cidade Barretos, 267 não voltaram. Essa perda de 20% se deve segundo o especialista, a falta de diagnósticos realizados precocemente.

De acordo com a comitiva, hoje há muita dificuldade em conseguir tratamento. O paciente não consegue se tratar no tempo adequado mesmo com a lei dos 60 dias. Segundo o prefeito de Unaí, o hospital de Patos de Minas fornecia o tratamento de radioterapia, quimioterapia, mas não havia equipe especializada para atender em todos os âmbitos.“Precisamos resolver o problema do Noroeste, pois os demais centros de tratamentos ficam no Triângulo Mineiro. Está na hora de Paracatu e Unaí se unirem ainda mais em prol da construção desse importante hospital para nossa região”, afirmou Branquinho.

O intuito é que o Hospital do Câncer de nossa região ofereça condições de cuidar da saúde desde a prevenção ou iniciar o tratamento precoce. Doenças no útero, pulmão, intestino, por exemplo, que são algumas das mais agressivas, se detectadas precocemente podem ser tratadas de forma mais eficaz e com menos sofrimento para o paciente.

A ideia é que a unidade de saúde possa se expandir processualmente com o apoio de toda a região, seja no âmbito político, seja com o apoio das empresas instaladas no Noroeste Mineiro.  

A batalha é diária e os desafios crescentes. Para o encaminhamento dos pacientes de Barretos além do transporte, é oferecido atendimento psicológico, terapia ocupacional, assistência jurídica, entre outros procedimentos. Para tanto, existem diversos convênios, parcerias, trabalho voluntário, promoções de venda, show e outras ações para a arrecadação de recursos, e ainda,auxílio de associações, clubes de serviço e o apoio financeiro do governo municipal.

Na avaliação da comitiva, o processo mais viável é a construção do Hospital do Câncer do Noroeste Mineiro. Com a união das prefeituras de Paracatu e Unaí e demais prefeituras da região, as possibilidades de avançar nesse projeto aumentam consideravelmente.  Com a construção do hospital a estimativa de atendimentos por dia será a seguinte:

  • Unidade Ambulatorial: 640 pacientes;
  • Unidade de Imagenologia: 196 exames;
  • Unidade da Quimioterapia: 180 pacientes.
  • Centro de diagnóstico e terapia: 1016 pessoas por dia.

O projeto arquitetônico apresentado durante a reunião mostra que as obras já tiveram início e o canteiro de obras já está pronto. Nessa primeira etapa o projeto está sendo financiado principalmente por doações da sociedade.

Além da comitiva da ANMECC, do prefeito Branquinho, representantes da Associação de apoio aos portadores de câncer de Paracatu, Calcário INAE e da Votorantim Metais participaram da reunião e manifestaram apoio ao projeto.

O prefeito de Paracatu Olavo Condé entusiasmado com o projeto apresentado, afirmou que além da força política é preciso que as empresas sejam procuradas o quanto antes para que a iniciativa privada também possa dar sua contribuição colocando esse investimento em seu orçamento para o próximo ano. “Temos condições de mobilizar os produtores rurais e pedir que se juntem a esta causa. É importante para a população de todas as cidades do Noroeste”, afirmou o prefeito.

ASCOM

Prefeitura Municipal de Paracatu

Mais trabalho. Novas Realizações

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário