ÁGUA: Poços artesianos levam qualidade de vida à zona rural de Paracatu

#PraCegoVer - Ao centro da imagem uma máquina perfura o solo terroso

ÁGUA: Poços artesianos levam qualidade de vida à zona rural de Paracatu

Prefeitura investe em projetos socioeconômicos e beneficia 218 famílias

 

A prefeitura de Paracatu tem investido em estrutura de recursos hídricos, no abastecimento, distribuição e reserva de água. Com repasses de subvenção, o município investiu em perfuração de poços no Projeto de Assentamento Hebert de Souza, com R$ 26 mil e o PA Tiro e Queda, com R$18 mil. Ainda neste ano, está prevista a perfuração de mais poços nas comunidades Morro Agudo, com investimento de R$ 80 mil, na Comunidade Santa Clara, onde serão repassados R$ 60 mil, e no PA Aracaju, R$ 30 mil. Estes recursos beneficiam um total de 218 famílias.

De acordo com o secretário de agricultura de Paracatu, Everton Luiz da Silva, a parceria com as associações tem gerado ótimos resultados. “A prefeitura faz o repasse e a entidade faz a contratação do serviço de perfuração. É uma ação de grande importância, por se tratar de um projeto socioeconômico, pois gera um ganho social às famílias que vão ter água de qualidade, conforto e qualidade de vida”, declara.

Segundo o secretário, a água é utilizada para rebanho bovino, irrigação de pequenas hortas, entre outros. “É uma ajuda muito relevante, ainda mais, numa região em que o período de estiagem é de cinco a seis meses, os moradores do PA Hebert de Souza, por exemplo, terão uma vazão de 16 mil litros de água, suficientes para transformar a vida no campo”, conclui.

Comunidades beneficiadas

A moradora e secretária da associação do projeto de assentamento Hebert de Souza, Eliene Aparecida Ribeiro da Silva, diz que o poço artesiano é fundamental para o desenvolvimento da agricultura familiar. “Estávamos com muita dificuldade, por causa da falta de água. Agora, os pequenos produtores ganham a subsistência nas atividades”, salienta.

 

Ainda segundo Eliene, 88 famílias são beneficiadas com a perfuração do poço, para as pequenas plantações (produção de hortaliças e frutas), na avicultura (produção de frangos e ovos) e boa parte é comercializada na feira livre. O carro chefe do projeto é a agropecuária. “O assentamento Hebert de Souza é o que mais produz leite para a Coopervap - Cooperativa Agropecuária do Vale do Paracatu. Ano passado, a cada dois dias, a produção chegava a 16 mil litros”, informa.

No Projeto de Assentamento Tiro e Queda, o poço foi perfurado nesta semana. O tesoureiro da associação, Antônio José de Oliveira, explica que o poço artesiano está bem próximo ao reservatório e por isso vai gerar economia de energia no bombeamento da água, de aproximadamente 40%. “Antes, a captação de água era de uma represa, que fica numa distância de 2km, e isso gera um custo muito alto para a associação. Agora, estamos muito satisfeitos, além da conta mais baixa, vamos ter água de qualidade”, comemora.

Investimento na Zona Rural

A prefeitura já investiu, de 2013 a 2019, R$ 14.816.950,77 e em 2020, estão sendo investidos R$ 7.020.500,00. Isso inclui programas de silagem, gradagem, aquisição de máquinas e implementos agrícolas, vacinação contra febre aftosa, abastecimento de água, avicultura, a apoio aos ferirantes e contrução da Feira Livre dos produtores (que está em fase de licitação), entre vários outros investimentos.

Segundo o prefeito de Paracatu, Olavo Condé, desde 2013, existe uma preocupação em dar apoio total à zona rural. “Tivemos um grande avanço na agricultura nesses sete anos e meio. Os pequenos produtores rurais têm grande representatividade na produção de leite e hortifrutigranjeiro, por isso, sabemos da importância da agricultura familiar”, declara. 

 

ASCOM/SEGOV 

Prefeitura de Paracatu 
Mais Trabalho. Novas Realizações.

 

 

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário