Paracatu, uma cidade mais segura

Parceria entre a Prefeitura e a Polícia Militar possibilitou queda de 60% nos registros de crimes na cidade, entre 2016 e 2019

Paracatu, uma cidade mais segura

#PraTodosVerem - Imagem de uma praça em frente a uma igreja

Ao longo do tempo em que esteve à frente da Prefeitura de Paracatu, a gestão Olavo Condé promoveu importantes ações na área de segurança pública e defesa social da cidade. Nos últimos quatro anos, os programas aplicados pela atual administração ajudaram a diminuir a criminalidade em Paracatu. Em números absolutos, passamos de 701 ocorrências, em 2016, para 295, em 2019. Uma redução de 60%.

São iniciativas como Olho Vivo, Patrulha de Prevenção, Proerd, PM Amigo da Escola e a implantação do Conselho Central de Políticas de Segurança Pública Centralseg. Com elas, ocorreu uma redução gradativa da violência, sobretudo em relação aos crimes violentos. Em 2016, foram contabilizados 629 casos nessa categoria, enquanto no ano passado, foram 263. O que representa uma diminuição de 58%. 

“As políticas adotadas estão sendo extremamente positivas para a manutenção da segurança. Além disso, há interesse e cooperação da sociedade civil para melhorar e trabalhar junto com os órgãos públicos, o que resulta em melhoras consideráveis para a população de Paracatu”, comenta Watson Wilton, presidente do (Centralseg), uma parceria da sociedade civil com os órgãos de segurança pública. O Conselho garante suporte financeiro, por meio de doações e arrecadações, para a aquisição de itens imprescindíveis para a defesa social. 

Olho Vivo

Uma das ações de segurança é o Olho Vivo. O sistema de monitoramento por câmeras de Paracatu, que funciona na sala de operações da PM, é realizado por uma empresa contratada pela Secretaria de Segurança, sob a coordenação dos militares. 

O Olho Vivo conta com dezesseis câmeras distribuídas em pontos estratégicos da cidade. “Com o monitoramento, conseguimos acompanhar as infrações e agir de acordo com a necessidade. Existem casos em que conseguimos contatar o patrulhamento local e agir preventivamente”, explica o tenente-coronel PM, Luiz Carlos Magalhães. 

As imagens das irregularidades, de acordo com o tenente-coronel, são encaminhas aos órgãos competentes para adoção de providências. Elas ficam salvas por 30 dias e podem ser requisitadas por meio de solicitação formal ao Comando da Polícia Militar. 

“As imagens somente são disponibilizadas mediante solicitação da Polícia Civil, em casos de inquérito em andamento, ou pela Justiça para ser arquivada em processos”, diz Magalhães. “A pessoa que precisar de algum arquivo deve solicitar junto ao delegado”, orienta. Os interessados podem procurar o quartel da PM, de segunda-feira a sexta-feira, de 8h às 17h. 

Dentro das ações preventivas, a segurança do município se beneficia de automóveis para fazerem rondas em todo o perímetro da cidade. O tenente-coronel Magalhães explica as vantagens do serviço. “As viaturas circulam em busca de manter a paz e a ordem e aproximam-se da comunidade. O que ajuda na prevenção de delitos e facilita a atuação da polícia em ocorrências, já que o trabalho é integrado com o batalhão”, destaca. 

Além dessas medidas, a sociedade paracatuense dispõe de outros projetos de segurança, que são: Plano de Auxílio Mútuo, Guarda Mirim, Convênio/termo de Colaboração com a Central de Penas Alternativas e Redes de Vizinhos. 

Ações educativas e patrulha

Paracatu conta, também, com projetos de educação e segurança para crianças e adolescentes, como o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e o PM Amigo da Escola. 

O Proerd é aplicado por policiais militares junto às escolas da rede pública e privada. Tem o objetivo de prevenir o uso de drogas e de toda forma de violência. Conscientiza os estudantes sobre as consequências perigosas do uso dessas substâncias. Mostra formas de dizer não às drogas e apresenta alternativas em situações de risco. 

O PM Amigo da Escola conta com a participação assídua de um militar como padrinho do educando. Esse agente participa do dia a dia do corpo estudantil, fazendo visitas periódicas e conhecendo a realidade dos alunos, pais e professores. O programa está presente em todas as escolas da cidade.

ASCOM/ SEGOV

Mais trabalho, novas realizações

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário