Secretaria de Saúde inicia ações contra Leishmaniose em bairros de Paracatu

Trabalho começou na segunda-feira (19). O objetivo é orientar os moradores que possuem cães sobre a necessidade da coleta de sangue para diagnóstico da doença

Secretaria de Saúde inicia ações contra Leishmaniose em bairros de Paracatu

#ParaTodosVerem - Filhote de cachorro preto e marrom deitado

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Unidade de Vigilância em Saúde, iniciou na segunda-feira (19) o Inquérito Canino para diagnóstico de leishmaniose visceral. O trabalho é desenvolvido pelos agentes do setor, nos bairros onde há registro constantes de casos de leishmaniose e a incidência da doença em humanos.

“O objetivo é orientar os moradores que possuem cães nessas áreas sobre a necessidade da coleta de sangue para diagnóstico da leishmaniose”, explica Cleiton Jorge Ferreira dos Santos, responsável pela Divisão de Vigilância Epidemiológica de Paracatu.

Segundo diz, a adoção dessa medida de controle preventivo busca evitar que a transmissão da doença chegue aos seres humanos.

Neste trabalho, as equipes farão visitas aos bairros Amoreiras II, Primavera e Prado. Esses locais foram definidos pela Gerência Regional de Saúde (GRS). A Vigilância Epidemiológica pede a colaboração dos moradores para essa ação voltada à saúde animal e da população.

Cleiton destaca que os moradores não são obrigados a permitir a coleta de sangue dos animais e as casas que estiverem fechadas terão apenas uma visita. “Essas casas não serão visitadas novamente até a próxima autorização da GRS”, explica.

Em relação aos bairros que ainda não receberam a visita dos agentes de saúde, Cleiton diz que o atendimento está sendo feito quando a Unidade de Vigilância em Saúde é acionada.

Como você pode ajudar no combate à Leishmaniose?

Se você perceber alterações anormais no seu animal, ele pode estar infectado por Leishmaniose. Entre os sintomas estão: emagrecimento anormal, fraqueza, queda de pelos, descamação, crescimento exagerado das unhas, feridas no focinho, orelha e patas. Caso você perceba tais alterações, pode procurar a Unidade de Vigilância em Saúde, toda quinta-feira de 7h às 11h e de 13h às 16h, para realizar o exame no seu cão.

A Unidade de Vigilância em Saúde fica na rua Dom Serafim, 26, Arraial da Angola. Você pode falar pelo telefone (38) 3671-3928.

O que é Leishmaniose e como prevenir?

A Leishmaniose é uma doença parasitária transmitida através do mosquito birigui, cangalha ou tatuquira, mais conhecido como “mosquito palha”. Seu nome cientifico é Phlebotomus. A presença do vetor permite a transmissão de um cão infectado para outro cão ou para o ser humano. Para evitar a proliferação do mosquito, é importante que a população mantenha seus quintais livres de sujeiras e materiais orgânicos em decomposição.

Assessoria de Comunicação
Um Novo Tempo Para Todos

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário