Dia da Consciência Negra é celebrado em Paracatu

#DescriçãoPraCegoVer - Na imagem, várias autoridades celebram o dia da Consciência Negra em Paracatu.

Dia da Consciência Negra é celebrado em Paracatu

O Prefeito Municipal de Paracatu, Olavo Remígio Condé, abriu a agenda desta segunda-feira, 20 de novembro, participando da solenidade de abertura das comemorações alusivas ao Dia da Consciência Negra. A cerimônia aconteceu na sede da Escola do Legislativo, no Cine Teatro Santo Antônio e contou com a presença de autoridades, vereadores, além de estudantes de várias escolas do município.

A programação preparada pelo Legislativo, por meio da Comissão de Direitos Humanos e com o apoio do município, escolas e com da Fundação Conscienciarte, contará com uma série de atividades durante todo o dia. Na abertura oficial, foram apresentadas diversas atrações, entre elas, a caretada da APAE do município, exposição de fotos “Faces Negras”, conversa com Dario Alegria, apresentações de dança com o professor Marcão e dinâmicas com o professor Aberrê.

Durante o dia, estão programadas ainda apresentações de teatro, apresentações musicais, desfile de modas, homenagens, danças africanas, histórias da vovó Tereza, entre outras atividades.

Na oportunidade, o Prefeito Olavo Condé parabenizou a iniciativa do Legislativo em celebrar uma data tão importante. “Esta data serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância do povo africano na formação da cultura nacional. É um dia que devemos comemorar nas escolas, nos espaços culturais e em outros locais, valorizando a cultura afro-brasileira".

Dia Nacional da Consciência Negra

A data foi estabelecida pelo projeto lei número 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. O dia 20 de novembro foi escolhido, pois neste dia, no ano de 1695, morreu Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. Este personagem histórico representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e sua comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também uma forma coletiva de manutenção da cultura africana aqui no Brasil. Zumbi lutou até a morte por esta cultura e pela liberdade do seu povo.

ASCOM/SEGOV
Prefeitura Municipal de Paracatu
Mais trabalho. Novas realizações

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário