ALERTA: Conheça os focos do Aedes na cidade

#Descriçãopracegover - Foto ilustrativa do mosquito Aedes Aegypti

ALERTA: Conheça os focos do Aedes na cidade

A Secretaria Municipal de Saúde por meio da Unidade de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Paracatu desde o início do ano tem realizado diversas ações para evitar epidemia da dengue no município. Mas, para o sucesso dessas ações, é de fundamental importância a participação da população no controle da dengue. O último resultado registrado pelo Levantamento Rápido do Índice de Infestação Predial por Aedes Aegypti, o LIRA, apontou uma porcentagem de 2,5 % na cidade, índice considerado de médio risco.

O levantamento do índice é feito por meio de pesquisa larvária para conhecer o grau de infestação, dispersão e densidade do Aedes Aegypti nas localidades. O levantamento apontou que mais de 30% dos focos no município encontram-se dentro dos domicílios em vasos, móveis descartados, bebedouros, frascos com plantas, lajes, calhas, lixos, além de depósitos naturais e outros.

O estudo foi divulgado com base no cálculo do índice de infestação predial medido mensalmente. Foram pesquisadas 20% das unidades do município e de acordo com a base de cálculo, que vai de 0,9 a 3,9, Paracatu está em 2,5, sendo situação de médio risco. O índice ideal é abaixo de UM.

Para a realização da pesquisa, o município é dividido em grupos de 9 mil a 12 mil imóveis com características semelhantes. Em cada grupo, também chamado de estrato, foram pesquisados 450 imóveis. Em Paracatu, por exemplo, os estratos foram divididos da seguinte forma:

ESTRATO 01 - Do Paracatuzinho ao Parque do Príncipe.

ESTRATO 02 - Do Santo Eduardo ao Primavera (a faixa central do município,até a BR-040).

ESTRATO 03 - Do Bairro Alto da Colina até o Novo Horizonte. (Da 040 para cima)

A freqüência percentual de criadouros positivos para o mosquito em cada uma destas regiões foi medida através do Índice de Infestação Predial Individual. No estrato 1 que compreende os bairros do Paracatuzinho ao Parque do Príncipe, o índice de infestação é de 2,9, e os maiores criadouros são móveis, vasos, frascos, pratos, bebedouros. No estrato 2, que compreende ao bairro Santo Eduardo ao Primavera o índice é de 1,7, e os maiores criadouros são depósitos ao nível do solo, sendo eles: barris, tanques e poços. Já os bairros Alto da Colina até o Novo Horizonte que compõem o estrato 3, os riscos também são depósitos ao nível do solo, e o índice é o mais alto medindo 3,3.

As ações adotadas pela Prefeitura durante este ano intensificaram o controle da dengue. Foram adotadas medidas como treinamentos para agentes da Unidade de Vigilância em Saúde, acerca da padronização operacional dos equipamentos. Foram realizadas também aplicações de larvicida por nebulização em todos os bairros das cidades. Os agentes realizaram ainda orientações e panfletagem em diversos locais do município, tais como postos, escolas e bairros. Foram realizados também eventos de mobilização, como o dia D, para o combate ao mosquito. A ideia é mobilizar famílias no combate ao mosquito transmissor da Dengue, do Zika Vírus e da Chikungunya.

Veja que, com medidas simples, você pode ajudar a combater a dengue:

  • Não deixe água acumulada sobre a laje.
  • Vire todas as garrafas com a boca para baixo, evitando o acúmulo de água dentro delas
  • Feche bem o saco de lixo e deixe-o fora do alcance de animais
  • Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pela calhas
  • Mantenha a caixa d'água bem fechada. Coloque também uma tela no ladrão da caixa d'água
  • Coloque no lixo todo objeto não utilizado que possa acumular água.
  • Mantenha bem tampados tonéis e barris d'água.
  • Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e lave-os com escova, água e sabão uma vez.
  • Encham de areia até a borda os pratos das plantas ou lave-os semanalmente com escova
  • Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada.
  • Lave semanalmente por dentro com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água.

ASCOM/SEGOV
Prefeitura Municipal de Paracatu
Mais trabalho. Novas realizações

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário