Febre Amarela: ajude a combater essa doença

#Descriçãopracegover - Imagem com a palavra importante

Febre Amarela: ajude a combater essa doença

A Prefeitura Municipal de Paracatu, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que os produtores rurais e moradores residentes na zona rural do município devem informar a Secretaria de Saúde caso haja suspeita de macacos mortos na região. Com o aumento no número de casos no país é necessário que a causa dos óbitos seja investigada, o animal pode ser um dos hospedeiros do vírus da Febre Amarela.

De acordo com o Ministério da Saúde, a febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos infectados. Em área rural ou de floresta, os macacos são os principais hospedeiros e a transmissão ocorre pela picada dos mosquitos transmissores infectados Haemagogus e Sabethes. Já em ambiente urbano, a transmissão é a partir do Aedes aegypti. Não há transmissão direta entre pessoas.

Os sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). O tratamento é apenas sintomático e requer cuidados na assistência ao paciente que, sob hospitalização, deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado. Nas formas graves, o paciente deve ser atendido numa Unidade de Terapia Intensiva. Se o paciente não receber assistência médica, ele pode morrer.

Segundo o Secretário de saúde, João Batista, até o momento não há nenhum caso notificado de febre amarela no município, porém a constatação da morte de macacos, que potencialmente está doente de febre amarela, pode nos dar tempo para adotar medidas de controle para evitar a doença em seres humanos.

As notificações podem ser feitas através do telefone (38) 3671-3555 ou 3671-6166 (falar com Ariane). Ao efetuar a denúncia é necessário que o cidadão informe corretamente o endereço e a localização exata. Uma vez identificados os eventos, o serviço de saúde coletará amostra para laboratório. É necessária que a coleta seja realizada no dia da morte do primata.

De acordo com o último balanço divulgado pelo Governo de Minas, já foram registradas seis mortes por febre amarela no Estado. O balanço leva em conta óbitos registrados pela doença desde julho de 2017 até agora. A população não deve se preocupar, mas é necessário ficar em alerta quanto ao vírus da febre amarela.

IMPORTANTE

É importante que a população tenha plena consciência de que os macacos não são responsáveis pela existência do vírus e nem por sua transmissão a humanos. Eles precisam ser protegidos. A morte desses animais traz enorme desequilíbrio ambiental, que não pode ser agravado pela ação do homem. Além disso, matar animais é considerado crime ambiental pelo Art. 29 da Lei n° 9.605/98. “Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida pode gerar pena de seis meses a um ano de detenção, mais multa. ?

ASCOM/SEGOV
Prefeitura Municipal de Paracatu
Mais trabalho. Novas realizações

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário