PARACATU 221 ANOS: Desfile Cívico e Militar lota Avenida Olegário Maciel

#DescriçãoPraCegoVer: Fanfarra se apresenta em frente ao palco de autoridades

PARACATU 221 ANOS: Desfile Cívico e Militar lota Avenida Olegário Maciel

Nesse domingo (20/10), milhares de pessoas prestigiaram -  ao longo de toda a Avenida Olegário Maciel -  o Desfile Cívico e Militar  em homenagem ao 221º aniversário de Paracatu. A apresentação foi organizada pela Prefeitura Municipal, por meio das secretarias de Educação,  Esporte e Lazer e Governo, com  apoio de outras pastas municipais e, também, de diversos órgãos , entidades e empresas.

O prefeito Olavo Condé e a primeira Dama Neide Condé, secretários de governo, vereadores, autoridades militares, educadores, servidores públicos, estudantes e famílias inteiras acompanharam quatro horas de apresentações, do palco montado no cruzamento das avenidas Olegário Maciel e Joaquim Murtinho. 

Era nítida a alegria e o entusiasmo dos cidadãos que se juntaram às autoridades para assistir a passagem de alas que contaram a história da cidade e chamaram a atenção para temas atuais, como a preservação da cultura e a luta contra o racismo.

A Banda Lira Paracatuense abriu o desfile com a execução do Hino a Paracatu. Em seguida, militares da 3a Brigada de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro, com sede em Cristalina (GO), mostraram formação e equipamentos. Presente no evento, o chefe do Estado-Maior da 3ª Brigada de Infantaria, Cel Ex.  Breviliere cumprimentou o prefeito Olavo Condé e  parabenizou a Prefeitura de Paracatu pela programação especial preparada para comemorar o aniversário da cidade. 

Antes dos desfiles das escolas das redes municipal, estadual e particular, também passaram  pela Olegário Maciel,  reservistas do 43º BITZ, a Guarda Mirim de Paracatu e militares das polícias Militar, Rodoviária Estadual, Florestal, Rodoviária Federal, além do Corpo de Bombeiros.

Escolas

Com pesquisa dos historiadores Alexandre de Oliveira Gama e Kassius Kennedy Clemente Batista, sob a coordenação-geral de Maristela Botelho Neiva, da Secretaria Municipal de Educação,  o desfile das escolas, este ano, teve como tema “Paracatu 221 Anos -  Valorizando suas raízes”.

Escolas chegaram  a levar turma de mais de 130  alunos para desfilar em alas. O  enredo demonstrou não só a história dos 221 anos de Paracatu mas, também, aquela que se desenrolou e que tornou possível o surgimento da cidade e seu pouco, nesses poucos mais de dois séculos.

As apresentações remontaram à terra dos ancestrais dos paracatuenses.  Figurino, carros alegóricos, músicas atravessaram o Atlântico em direção ao contingente  africano, para conhecer  a região governada por príncipes e princesas, de onde vieram muitos  daqueles que contribuíram para esses 221 anos se tornassem possível.

A contribuição dos povos negros, indígenas, o povo quilombola, as tradições que mais se destacaram é uma mostra do que Paracatu é hoje: cidade que valoriza  a educação  e cultura: Tudo passou pela Avenida Olegário Maciel, por meio de algum grupo.

Exemplo de saúde

Um dos vários personagens do desfile cívico, Vicente Araújo, conhecido na cidade como Vicente Canadá, deu exemplo na avenida de como fazer para manter a saúde em dia. Boxeador nas décadas de 1980 e 1990,  aos 58 anos ele fez uma apresentação de “pula-cordas”. Demonstrou que é possível se movimentar a praticar atividade  física na rua, no clube, na varanda de casa...

Projetos comunitários

Na última parte do desfile, uma demonstração dos projetos sociais e comunitários mais relevantes, que atendem a comunidade local, muitos deles com apoios da Prefeitura.

O Grupo de Escoteiros, que existe na cidade há 25 anos, trouxe colegas da cidade vizinha de João Pinheiro (MG), de onde também veio uma fanfarra inteira.

O Programa AABB Comunidade, desenvolvido por meio de uma parceria da Prefeitura, com a FENANN, a FBB e a agência local do Banco do Brasil também esteve presente e mostrou as oficinas que atendem 350 crianças e adolescentes em horário extra-escolar.

Projetos de educação, cultura, ecologia e cidadania  da Fundação  Conscienciarte, e de outras organizações, técnicas, científicas e tecnológicas, que ajudam a preparar o  jovem paracatuense para o mercado de trabalho, também ganharam evidência na avenida.

O Grupo de Muladeiros “Topeiros de Fé” fez uma cavalgada, mostrando, assim, uma das tradições rurais mais preservadas da terra.

E, ao som de dezenas de fanfarras, algumas com a participação só de mulheres, ou só de crianças,  que entoaram diferentes ritmos ao desfile, os 221 anos de Paracatu foram comemorados, mais uma vez, em grande estilo.

ASCOM/SEGOV

Prefeitura de Paracatu

Mais Trabalho. Novas Realizações.

VER TODAS NOTÍCIAS

Deixe um Comentário