SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DEVÍNCULOS (SCFV)



Descrição

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV)é realizado em grupos, de acordo com o ciclo de vida, buscando complementar o trabalho social com famílias, prevenir e proteger os usuários de risco e violações de direitos por meio do fortalecimento de seus vínculos familiares e comunitários.

Usuários/requisitos

Crianças e adolescentes de 6 a 15 anos

Adolescentes de 15 a 17 anos

Jovens de 18 a 29 anos          

Adultos de 30 a 59 anos

Idosos a partir de 60 anos     

Documentos necessários

Documentos de identificação pessoal do responsável ou Número de Identificação Social (NIS) obtido após inscrição no Cadastro Único

Custos

Serviço ofertado de forma gratuita ao cidadão.       

Formas de acesso

Por demanda espontânea:Pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social devem ir ao CRAS próximo de sua residência para identificação de necessidades e verificação dos encaminhamentos necessários.

Por encaminhamento da rede: A rede socioassistencial e demais políticas públicas poderá encaminhar indivíduo e famílias em situação de vulnerabilidade e risco social para atendimento no CRAS para identificação de necessidades e verificação dos encaminhamentos necessários.

Por busca ativa:Os trabalhadores da política de assistência social quem identifica, localiza e vai até este público que na maioria das vezes desconhecem sobre seus direitos.

Clique aqui para saber CRAS mais próximo de sua residência

Etapas

Acolhida, orientação e encaminhamentos por parte da equipe técnica;

Participação nos grupos de convívio e fortalecimento de vínculos;

Outras informações

O público abaixo tem prioridade para ser incluso no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos:

Crianças e/ou adolescentes e/ou pessoas idosas nas seguintes situações:

Em situação de isolamento;

Trabalho infantil;         

Vivência de violência e, ou negligência;

Fora da escola ou com defasagem escolar superior a 2 anos;          

Em situação de acolhimento;

Em cumprimento de Medida Socioeducativa em meio aberto;

Egressos de medidas socioeducativas;

Situação de abuso e/ou exploração sexual;

Com medidas de proteção do ECA;  

Crianças e adolescentes em situação de rua;

Vulnerabilidade que diz respeito às pessoas com deficiência;

O SCFV também pode ser ofertado em organizações da sociedade civil (entidades socioassistenciais) parceiras da SEDAS.

Prazo para execução do serviço

Grupos contínuos realizados de segunda a sexta-feira, com horários estabelecidos de acordo com a organização de cada CRAS.

endereço, telefone e horário de funcionamento

Balcão de Protocolos:

Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta-feira: 8h às 11h e 13h às 18h

Endereço: Avenida Olegário Maciel, 166 – Centro

Paracatu

CEP: 38600-208 

Telefone: (38)3679-0905

Secretaria Municipal do Desenvolvimento e Ação Social- SEDAS

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta-feira: 8h às 11h e 13h às 18h

Endereço: Rua Temístocles Rocha, 125, Centro

CEP: 38600-270

Paracatu - MG

Telefone: (38)3672-1523

E-mail: acaosocial@paracatu.mg.gov.br

Responsável pelo serviço: Ana Amélia de Melo Medeiros

Coordenadoria da Proteção Social Básica

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta-feira: 8h às 11h e 13h às 18h

Endereço: Rua Temístocles Rocha, 125, Centro

CEP: 38600-270

Paracatu - MG

Telefone: (38)3672-2363

E-mail: acaosocial@paracatu.mg.gov.br

Responsável pelo serviço: Thalita Araújo Ribeiro

DÚVIDAS SUGESTÕES OU RECLAMAÇÕES

Ouvidoria Geral do Município:

Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta-feira: 8h às 11h e 13h às 18h

Endereço: Avenida Olegário Maciel, 166 – Centro

Paracatu

CEP: 38600-208 

Telefone: (38)3679-0905 – Ramal 203        

E-mail: ouvidoria@paracatu.mg.gov.br

site: www.paracatu.mg.gov.br/ouvidoria

Responsável: Janaína Renata Ribeiro

VOLTAR